A Faculdade Alencarina de Sobral (FAL), em parceria com o Centro Universitário Inta (UNINTA), deu início ao Projeto de Extensão “Família: uma diversidade de afetos”. A iniciativa do curso de Serviço Social é aplicada no Centro Socioeducativo Dr. Zequinha Parente, em Sobral, que atende, em regime de internação provisória, adolescentes do sexo masculino em cumprimento de medidas socioeducativas.

O projeto busca contribuir com reflexões sobre a diversidade de afetos, que não se restringem aos vínculos sanguíneos no núcleo familiar, mas sim a partir dos afetos construídos entre os sujeitos. Serão beneficiados 30 jovens. Os acadêmicos do curso de Serviço Social, divididos em três grupos, atenderão 10 adolescentes a cada encontro, permitindo a cada beneficiado um momento para expressar e abordar as experiências com suas famílias.

A iniciativa é coordenada e supervisionada pela Profa. Me. Isabelle Mello Rocha. De acordo com a docente, são realizadas rodas de conversa com os jovens sobre a realidade de suas famílias a partir de uma metodologia lúdica. “Os jovens, segundo a própria unidade, fazem parte de núcleos familiares com vínculos fragilizados ou mesmo convivem em situações de conflito que se estabelecem em contextos de negação de direitos sociais”, destacou.

Os adolescentes atendidos aguardam a conclusão do processo de apuração do ato infracional pelo Juizado da Infância e da Juventude.

Durante uma roda de conversa ocorrida no último dia 23, os jovens participaram de oficina de Fanzine, que consiste numa revista editada por um fan (fã, em português) em formato de história em quadrinhos, onde criaram uma pequena demonstração da sua história familiar.

Ao final do encontro, foram apresentados aos familiares dos jovens o material construído por eles, que resultou em um debate sobre as representações da família e as idealizações que o conceito carrega, favorecendo um diálogo aberto à aceitação e a construção de um conceito que parta da própria realidade em que vivem.